Esta é uma tarefa para um menininho!

Andando de carro pelo interior de Burkina Faso, menininhos ao lado da estrada vinha correndo para cumprimentar nosso carrāo quatro-rodas, com todo entusiasmo do mundo. Foi uma gracinha.

Mas aí comecei a perceber que, de fato, eram muito os menininhos ali sentados à beira da estrada. E nāo estavam sós – vinham acompanhados por mus dúzias de cabras ou algum outro tipo de pecuária. Olhando com mais cuidado, percebi que a maioria desses meninos seguravam paus ou varōes – o tipo de madeira que presumia seria usado para arrebanhar animais.

Trabalho infantil!

Perguntei ao meu motorista, certamente o perito sobre toda questāo de cultura Burkinabe de entre os dois ocupantes do veículo, e ele me disse que cuidar dos animais é tipicamente a tarefa dada aos meninos assim que tiverem idade suficiente para trabalhar. Começam lá pelos 5 aninhos de idade. Quando ficarem grande o suficiente, digamos nove ou dez, eles sāo transferidos ao trabalho agricultural, participando como resto da família na lavoura. Diferentes tribos variam nas suas tradiçōes específicas, disse o motorista, mas na comunidade dele, todo o trabalho de fazenda é prós meninos-traço-homens, enquanto o trabalho de catar água, cozinhar e cuidar da casa é para as meninas-traço-mulheres. A tarefa para menininhas que seria o paralelo de cuidar do rebanho é pegar água. Meninas de cinco aninhos andando milhas para coletar água

Trabalho infantil!

Entāo falei pro motorista o que eu acho sobre o trabalho infantil, que é mesmo uma pena que crianças sāo botadas para trabalhar com uma idade tāo pequena, que devem estar se divertindo e indo à escola, e como acho a educaçāo de suprema importância, na minha humilde opiniāo.

Mas aí ele me lembrou que essa era a temporada das férias de verāo. Disse que tirar as crianças da escola para trabalhar era grande problema, mas há mais ou menos uma década o Governo de Burkina Faso fez uma grande campanha de sensitizaçāo para convencer os pais da importância da educaçāo, e agora quase todas as famílias enviam seus filhos à escola. As férias de verāo sāo programadas para corresponder com a temporada da cultivaçāo, e o dia escolar ainda deixa tempo para fazer umas tarefas à tarde – ou algo do tipo. Isso está parecendo mais e mais com Os Pioneiros, e nada é mais sadio que a vida da fronteira americana! (Sim, sei bem que esse na verdade é um assunto complexo e controversial, mas se ainda nāo sabemos o que achamos de Os Pioneiros, acho melhor também nāo julgar as tradiçōes Burkinabe.)

E pensando mais ainda, isso me parecia ser mesmo algo saudável e alegre. Educaçāo deve incluir mais do que matemática e alfabeto. Sem dúvida, aprender uma boa ética de trabalho também tem seu lugar. Essas crianças estāo frequentando a escola – apesar de que os recursos do governo ainda nāo chegara a uma altura em que tinha instalaçōes escolares nem professores suficientes para satisfazer a demanda, mas isso tudo é outro problema. E, realmente, esses meninos nāo tem a carinha mais contente!

Esta entrada foi publicada em Causas, viagem e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.