Esperança

uma moça olha seu telefone cinco vezes por minuto para ver se recebeu uma mensagem do sujeito pelo qual se apaixonou

o ‘nerd’ da escola se aproxima da menina mais popular da turma e a pede em namoro, sabendo mas se recusando a aceitar que ela provavelmente lhe rejeitará

uma māe nāo come há dias e só dá aos filhos umas migalhinhas, mas continua caminhando em busca de abrigo

um pai com cinco filhos vai até a avenida onde os diaristas sāo frequentemente contrados, se encosta num posto ao longo do dia, pulando do lugar a cada vez que um carro passa

um recém-formando se aproxima da lista oficial com os resultados do vestibular, hesitante mas incapaz de se segurar no ânimo para descobrir se conseguiu entrar no curso desejado

uma menininha de quatro anos acorda na manhā de Natal e vai correndo à sala, curiosa para descobrir se seus pais lhe compraram aquele brinquedo que ela pedira

dúzias de refugiados se encaixam num barquinho para atravessar o Mediterrâneo, procurando um lugar na costa onde possam aportar sem ser vistos, preferindo fugir da lei do que viver com medo constante de violência

Durante os últimos meses, esperança se tornou uma tema de vida para mim. Acho que nāo entendi o quando a esperança é importante para mim. Vivo num mundo marcado pelo desespero, trabalho com pessoas que sofreram dor e perda além daquilo que imaginamos. Conheci famílias cujas casas foram esmagadas em terremotos, homens lutando de todo o qualquer jeito para evitar com que seus filhos tenham que fazer seu serviço a um militar duvidoso, mulheres que fugiram bombas de carro na rua delas e chegaram em lugar onde precisavam mendigar pāo para alimentar os filhos. Determinada a nāo deixāo de māo esses preciosos filhos de Deus, tentei sempre entender a realidade deles. No processo, sinto ter perdido um pouco da minha própria confiança na bondade de Deus.

Mas nāo perdi a esperança. Nāo posso perder a esperança. Tenho que saber que Deus continua presente, que embora eu nāo lhe compreenda e nāo tenha sempre confiança de que poderei lhe compreender, tenho esperança porque sei que Deus PODE. Amanhā sempre tem a possibilidade de ser melhor. A vida após a morte poderá ser melhor. Algo lindo pode acontecer hoje mesmo na vida de uma família em luta. Mesmo quando parece que a esperança se desgastou, ainda sobra um pouco. Sempre tem esperança.

Nāo entendo esperança, mas sei que existe e que é importante para mim. Entāo, de agora até o fim deste ano (só mais 2 meses, puxa!), vou investigar esperança aqui em CulturLaçadas. Buscarei a esperança ao meu redor e tentarei estar de olhos e ouvidos abertos para histórias de esperança, e tentarei partager destas histórias aqui. Você tem uma história de esperança?

Esta entrada foi publicada em anúncios, esperança e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.