Você sabe que trabalha no campo quando é a única pessoa de jeans

Um amigo me convidou para o acompanhar no evento World Travel Market em Londres ontem.

Ele nāo me informou que só profissionais de turismo tinham o direito de participar (apesar de que imagino que eu seja sim) – ao invés disso ele inventou um título e uma agência de turismo onde trabalharia e preencheu minha inscriçāo assim. Tudo bem até agora.

Ele também nāo me informou que esse era um evento da cultura empresarial de Londres. Assim que chegamos, encontrei uma massa de ternos pretos.

Ontem era minha folga e na minha cabeça esse seria um dia para conhecer mais a cidade… entāo me vesti para um dia de diversāo: Jeans, crocs, blusa velha. Isso mesmo, completamente informal.

Mas foi mesmo que na entrada tinha uma placa dizendo que visitas nāo usando traje de negócio nāo seriam permitido a entrada.

Fui, porém, permitida a entrar. Nāo só isso, mas em dois momentos diferentes reparei que pessoas largaram seu outro trabalho para tentar tirar fotos de mim nos estandes. Bem, imagino que sejam de mim, pois meu colega estava usando a roupa certa. Como disse para ele, profissionais de turismo no campo nāo usam traje de negócios! Guias de turismo tem fama por ser relaxados.

Entāo acho que o meu traje acabou me validando. Nāo sou uma das pessoas de Londres que finge saber algo sobre turismo mas que pouco viajou. Nāo, senhor. Eu vim do campo.

Bem, deixando meu orgulho de lado… eu tive dois encontros memoráveis durante esse evento. O primeiro foi com uma empresa chamado de “3 Sisters Adventure Trekking (P) Ltd” (“Três Irmās Aventuras de Alpinismo (P) Ltd”. Elas ficam no país de Nepal. Seu estande ficava abaixo de uma placa: “Turismo Baseado nas Comunidades”, entāo entrei lá para saber se isso era mais uma versāo desse longo debate sobre volunturismo. Bem, foi sim, mais ou menos – eles recebem voluntários de entre 1 semana e 1 ano. Mas seu foco principal é em treinar mulheres nepalesas que, tradicionalmente, nāo teriam chance de ter uma vida digna, para serem guias de turismo: guias mulheres para alpinistas mulheres. É uma atividade para gerar renda, e também para criar justiça e equidade social. Entāo, se você estiver pensando em fazer um tur em Nepal um desses dias, acho que deve vale a pena contatá-las. Eu sei nada a respeito – só conheci ontem na feira – mas vale a pena ao menos visitar o site: 3 Sisters Adventure Trekking, Uma Empresa de Propriedade de Mulheres, www.3sistersadventure.com

Segundo encontro memorável foi com uma rede de hoteis chamada Corinthia. Essa é uma rede meio nova de hoteis super-chique… meu amigo queria visitar o estande deles porque aparentemente eles acabam de abrir um hotel em Londres com um spá de 4000 m2 com 20 salas de tratamento. Simplesmente porque podem. Bem, o nome soava familiar, só vagamente… Aí o representante com o qual conversávamos nos disse que ele trabalha pelo hotel Corinthia em Cartum, o hotel que era antigamente chamado de Bourj al-Fattah. Ah sim! Estávamos todos estranhando porque esse hotel chique havia mudado de nome, e para um nome tāo esquisito. Bem, agora conheci o proprietários desse novo nome. Embora a chegada de nova administraçāo nāo era vinculado com a Primavera árabe, a mudança de imagem era: O Bourj (Corintha Cartum) foi construido pelo Ghaddafi e seu dinheiro da Líbia, entāo era hora de mudar. Entāo curti conhecer alguém que mora em Cartum, e aprender um pouco mais sobre o hotel mais chique da cidade.

Esta entrada foi publicada em viagem e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.