Hena… amizade entre mulheres

Esta é uma pequena história que sobrou de umas semanas atrás, ainda na minha viagem de trabalho em outubro.

O Sudāo tem entre a melhor hena do mundo. É fantástico. Depois de umas horinhas, meu cabelo marrom-quase-preto é transormada magicamente em vermelho. Nāo fica assim – depois de lavar uma ou duas vezes mais, se torna marrom-quase-preto-com-tom-de-vermelho – mas também estou certa de que a hena faz o meu cabelo mais saudável.

Entāo quando estava lá, tinha toda intençāo de jogar um pouco dessa mass no meu cabelo. Tento fazer isso umas duas ou três vezes ao ano.

Mas é um pouco complicado, pois nāo se acha hena em todo lugar no Sudāo. Tem que ir a um mercadinho velho e abatido. Um supermercado grande nāo serve, nem um salāo de beleza – eles talvez tenham produtos especializados mas nāo hena simples. Você tem que achar o lugar onde o povo  de lá vai. Eu tentei comprar num estabelecimento oficial mas nāo deu nāo; o motorista entāo insistiu em me levar num mercadinho.

No mercadinho, encontrei uma mulher que, era óbvio, havia feito hena no seu cabelo recentemente. Ela estava vestida apropiradamente num taub sudanês. Mas o taub nāo cobre a cabeça inteirinha: nāo tem como a parte de frente do cabelo nāo aparecer. É complicado tentar esconder o cabelo todinho. Entāo eu vi a cor de laranja na linha do seu cabelo. Ela acabara de fazer hena. Acho que era cliente, e nāo funcionária.

E estava ANIMADONA em conhecer uma estranjeira no seu mercado local, à busca de hena. Ela me aconselhou sobre qual marca comprar – este mercadinho tinha três (diferente da loja mais grande, que tinha nenhuma) – e me indicou um lugar que fizesse desenhinhos de hena nas minhas māos. Ela perguntou se uso chá preto ou carcadei (hibiscus) para misturar na minha hena, e disse que uso carcadei. Ela aprovou. Perguntou se tinha certeza que queria hena vermelho, e nāo preto. Disse que queria hena como a dela, e ela ficou bem contente.

crédito pela foto: http://thinkitbeauty.com/2011/01/09/the-great-henna-experience-results-are-in/

Essa massa rica é o que coloco no meu cabelo. Só porque posso, vou compartilhar a ‘receita’ com vocês:

– Compra dois pacotes de hena: aprox. 400gm se tiver muito cabelo como eu. O ideal seria comprar os pacotes de um mercadinho em Cartum, mas contanto seja um pó verde-marrom que promete fazer seu cabelo ficar vermelho, deve dar certo.

– Ferve uma panela do chá de hibiscus mais forte possível. O ideal é usar as folhas frescas da flor, mas pacotinhos de chá também pode – o importante é fazer o chá muito, muito forte. (Se nāo puder achar hibiscus, chá preto serve, mas aí seu cabelo nāo fica tāo vermelho. Eu prefiro aguardar o hibiscus.)

– Misture o pó com o chá até fazer uma massa meio aguada, como o que se vê naquela foto achima.

– Deixe ficar na sua cabeça, fedendo sua casa por umas 8-10 horas. (Sim, fede)

– Quebre um ovo na massa e misture. Assim fica cremosinho.

– Aplique ao seu cabelo assim como faria com qualquer tinta de cabelo. (Se você nunca tingiu o cabelo, nāo sei bem como explicar isso.)

– Embrulhe sua cabeça com plástico. Isso mesmo. Aquele plástico que usa para cobrir coisas na cozinha. Embrulhe apertadinho.

– Cubra tudo isso com um lençol grandāo e pegue uma grande pilha de lencinho para quando começar a esvaiar no seu pescoço você pode catar.

– Espere 4-10 horas – o tempo que aguentar sem ficar doente do cheiro ou enjoado de carregar tanto peso na sua cabeça.

– Lave seu cabelo. Lave seu cabelo de novo. E outra vez. E outra e outra e outra. Eventualmente toda essa hena vai sair. Sua toalha branca vai ter manchas cor de laranja mas essas saiem quando lavar a toalha. Sua cabeça vai ficar um vermelho lindo e seu cabelo super saudável. Vale a pena.

Esta entrada foi publicada em mulheres, viagem e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.