Excreçāo de gordura

Treinadoras de Academia, Estilo Damasco, 19 de junho de 2008

Aprendi uma nova palavra em árabe hoje, mas já esqueci. É a traduçāo de xixi.

Frequentando uma academia para mulheres em Damasco, descobri que o papel da treinadora aqui é sugerir como melhorar meu corpo. Nāo manter a forma, nāo formar músculos, nāo viver de maneira mais saudável. Ter um corpo melhor.

Já que a minha academia tem uma treinadora dedicada, decidi hoje perguntá-la sobre exercícios para a barriga. Ela estava tāo animada que eu pedia conselho dela! Acho que lhe confortou saber que eu estava considerando fazer algo além de correr na esteira.

Apontou para uma roda horizontal. Me instruiu a pisar nela e segurar uma alavanca que chegava ao nível dos meus ombros. Aí eu deveria virar de lado pra outro na roda, tentando torcer os quadris mantendo os ombros virados para frente. Acho que isso deveria alinhar a minha cintura, mas nāo sei, pois nāo senti nada. Nada alongou nem queimou nem nada assim.

Aí ela pegou um pau de madeira e deu para mim. Mas antes de poder explicar o proposito diss, foi chamada para a recepçāo. Disse para esperar só um momentinho e sumiu, me deixando na sala de pesos com um pau na māo.

Ao voltar, toda entusiasmada, ela me apresentou com uma oferta especial. Perguntou se eu queria provar seus serviços de toning, agora mesmo, um brinde da academia? Sempre fui curiosa sobre esses serviços entāo decidi experimentar. Ela me direcionou a uma escaderia que descia para quatro camas de massagem. Outra mulher esperava em uma das camas, mas parece que as treinadoras nāo queriam serví-la hoje, e o meu “horário” repentino era uma estratégia para mandá-la embora. Eu tinha que fingir ser uma cliente comprometida para que fazê-la desistir.

Uma segunda treinadora me mandou deitar na cama e levantar a blusa para expor minha barriga. Jogou uma aguinha na barriga e começou a esfregar com algum dispositivo chupador – parecia mais ou menos com uma sonograma… mas esfregou forte e até que doeu um pouco. Nāo era nada confortável e nem comparava com o prazer de correr!

Perguntei o que faz, e ela explicou que puxa a gordura na barriga e arredores – ou qualquer outro espaço que eu estiver querendo tratar – até chegar nas tripas, das quais a gordura seria excretado da próxima vez que fizer xixi! Avisou que o xixi deve sair em outra cor e com cheiro diferente, já que vai conter toda aquela gordura que acabo de perder.

Em seguida ela trocou para outra máquina. Essa parecia mais com massagem elétrica, aparentemente criada para chupar de maneira diferente. Doeu menos, e aparentemente sua funçāo é tirar todo o espaço vazio que tem na pele – para apertar a pele, fazendo o “toning” sem esforço nenhum!

Ofereceu uma terceira máquina, algo que ela descreveu como uma engenhoca que faz o corpo se exercitar sem o dono do corpo ter que usar esforço nenhum. Felizmente, aquela outra mulher esperando sua vez na cama chupadeira-de-gordura, já havia desistido, entāo consegui escapar e voltar à esteira.

Esta entrada foi publicada em mulheres e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.