Quem sou eu?

Os meus amigos me descrevem como aventureira (ou seja, louca), inteligente (ou seja, nerd), e única (ou seja, esquisita). Eles tem a gentileza de dizer que apresento uma perspectiva diferente e boa da vida. Eis algumas das razōes porque:

Viajo o mundo. Eu já viajei mais do que suficiente. Faz pouco tempo que passei de 40 paises visitados. Para muitos, 40 é muito, mas um amigo meu recentemente comemorou 100 paises. Muitos dos meus amigos viajam mais do que eu, mas poucos já moraram em mais lugares que eu. Alguns exemplos de moradias recentes sāo: Cosovo, Egito, Chipre, Síria, Líbano, Sudāo, Timor Leste, Estados Unidos e Brasil.

Sou intelectual. Os anos em que fui candidata a doutora em sociologia (que, sim, passei!) foram alguns dos melhores de minha vida. Li teorias e bolei teorias. Analisei tudo. Adorei as noites que passamos no barzinho, meus amigos discutindo questōes existenciais como, por exemplo: “as consequências sociais do uso de açúcar mascavo no chá”. Nunca fui tāo intelectual quanto certos colegas minhas, pois para eles uma noite relaxante seria passada com uma taça de vinho e um grande texto de Karl Marx. Porém, continuo analisando tudo e todos ao meu redor.

Sou cristā. Culturalmente, sempre fui. Cada membro de minha família tem algum vínculo a alguma igreja, e visto sempre um colar com uma cruz, presente de minha avó. Também gosto de ir a igreja. Em termos de fé, amo Jesus e creio que Jesus me ama e acho que essa é a coisa mais importante sobre mim. Tenho muitos grandes amigos que nāo concordam comigo a respeito disso, e eu sou grata a Deus por ter uma variedade de amigos tāo linda.

Sou introvertida mas gosto de pessoas. O resultado de tanta viagem, participaçāo em igrejas e estudo, foi muitos amigos tremendos. Amo cada um e sou grata por todos, e sonho em uma vila onde podemos morar todos juntos, ao invés de ficar espalhados pela terra. Ao mesmo tempo, adoro passar tempo só eu, ou ter uma boa conversa com poucos amigos ao invés de bater papo com o povo numa festona. Sou aquela que fica sentada num cantinho assistindo tudo que acontece ao redor.

Adoro contar histórias. E é isso que faço neste espaço e nas outras coisas que escrevo.

  • Billy

    Que venham as histórias… Sempre adoro ouvir as tuas!

  • Mara

    Kátia, minha querida!! Que felicidade reencontrá-la neste espaço, o qual estou adorando conhecer. Concordo plenamente com a ideia “das mãos entrelaçadas” como início de um caminho que leva ao convívio com outros seres tão diferentes, mas não menos apaixonantes que habitam esse planeta tão maravilhosamente misterioso, curioso, intrigante.
    Conhecê-la em Timor Leste foi uns dos bons e grandes momentos de minha estada lá.
    Vamos nos falando…beijos.

    • Obrigada, queridíssima. É uma honra te chamar de amiga. Por favor, participe sempre das conversas por aqui, contribuindo com sua enorme sabedoria!

  • Billy

    Sigo curtindo o blog! Bjs.

  • Guilherme Stutz

    Parabéns pelo blog, Katie. Conheci uma outra Katia nas experiências, mas acho que nas caracteristicas a mesma. Saudades de você e da querida família. Deus a abençoe. Bjs

    • admin

      Oi Gui! Muito bom te ver por aqui! Obrigada pelo encorajamento… também sigo sua vida fascinante de longe.

  • Syl

    I’m not very much into blogs, but yours, both in English & Portuguese, are wonderful! Not only you write extremely well, but your topics are excellent & interesting. Maybe after reading this one, I’ll start looking for other, but I doubt they’ll be as good as yours! God bless you.

  • Monteirovs

    Oi Kate, hoje separei um tempo para ler seu blog e gostei muito! Estou estudando na área de Ciências Sociais na Educação e me descobri socióloga/pedagogoa/antropóloga, tentando dar uma identidade a tudo isso..rs…rs achei amparo em suas palavras no blog! Espero que essa temporada em Londres traga boas novas experiências! Um abraço afetuoso. Vivi from Brazil

    • Olá! Obrigada pelas palavras encorajadoras. Se você algum dia tiver algo que quiser contribuir aqui seria um prazer enorme!